O que é CFOP - Código Fiscal de Operações e Prestações?

Problema

O que é CFOP - Código Fiscal de Operações e Prestações?


Solução/Procedimento

CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) é responsável pela identificação de uma Operação e o seu Destino. A partir do CFOP é possível saber se uma Operação é Estadual, Interestadual ou com o Exterior, e ainda se é de Entrada ou Saída. Em suma, trata-se de um código numérico que identifica a natureza de circulação da mercadoria ou a prestação de serviço de transportes.

 

Para que serve?

É através do CFOP que é definido se a operação fiscal terá ou não que recolher impostos.

 

Obrigatoriedade

O código deve obrigatoriamente ser informado em todos os documentos fiscais da empresa, como por exemplo, notas fiscais, conhecimentos de transportes, livros fiscais, arquivos magnéticos e outros exigidos por lei, quando das entradas e saídas de mercadorias e bens e da aquisição de serviços.

 

Composição do Código CFOP

Cada código é composto por quatro dígitos, sendo que através do primeiro dígito é possível identificar qual o tipo de operação, se entrada ou saída de mercadorias:

1. Entrada (Compra)

  1. 1.000 - Entrada E/Ou Aquisições De Serviços Do Estado
    Classificam-se, neste grupo, as operações ou prestações em que o estabelecimento remetente esteja localizado na mesma unidade da Federação do destinatário.


  2. 2.000 - Entrada E/Ou Aquisições De Serviços De Outros Estados
    Classificam-se, neste grupo, as operações ou prestações em que o estabelecimento remetente esteja localizado em unidade da Federação diversa daquela do destinatário.


  3. 3.000 - Entrada E/Ou Aquisições De Serviços Do Exterior
    Classificam-se, neste grupo, as entradas de mercadorias oriundas de outro país, inclusive as decorrentes de aquisição por arrematação, concorrência ou qualquer outra forma de alienação promovida pelo poder público, e os serviços iniciados no exterior.

 

2. Saída (Venda)

  1. 5.000 - Saídas ou prestações de serviço para o Estado
    Classificam-se, neste grupo, as operações ou prestações em que o estabelecimento remetente esteja localizado na mesma unidade da Federação do destinatário.


  2. 6.000 - Saídas ou prestações de serviços para outros Estados
    Classificam-se, neste grupo, as operações ou prestações em que o estabelecimento remetente esteja localizado em unidade da Federação diversa daquela do destinatário.


  3. 7.000 - Saída ou prestações de serviços para o Exterior
    Classificam-se, neste grupo, as operações ou prestações em que o destinatário esteja localizado em outro país.

 

Abaixo segue lista de CFOP existentes, mas antes primeiro entenda o que significam as colunas indNFe, indComunica, indTransp e indDevol presentes na tabela abaixo:

Essas colunas indicam quais CFOP podem ser utilizados e onde podem ser utilizados nas Operações acobertadas por NF-es. As colunas podem estarão preenchidas com dois valores, 0 (zero)  e 1 (um). Quando o valor for 0 (zero) o CFOP não pode ser utilizado, e quando for 1 (um), significa que o CFOP pode ser utilizado

  1. indNFe - Indica os CFOP que podem ser utilizado nos Itens da NF-e;

  2. IndComunica - Indica os CFOP que podem ser utilizados para Serviços de Comunicação. Esses CFOP apenas podem ser utilizados para os modelos 21 e 22 de Documentos Fiscais, ou seja, não podem ser informados em NF-es (modelo 55);

  3. indTransp - Indica os CFOP que podem ser utilizados no Grupo de Retenção do ICMS de Transporte (retTransp);

  4. indDevol - Indica os CFOP que podem ser utilizados para Devolução de Mercadorias.

 

 
Referência

 

3 (1)
Avaliação do Artigo (1 Votos)
Avaliar esse artigo
Anexos
Não há anexos para este artigo.
Artigos Relacionados RSS Feed
Comentários
Nome
Email
Código de Segurança Security Code
Não há comentários para este artigo. Seja o primeiro a postar um comentário.